Notícias

Estrasburgo, a capital dos winstubs alsacianos

Ancestrais de pousadas e bares de vinho, os acolhedores ‘winstubs’ refletem a tradição gastronômica e de hospitalidade alsacianas, desde sempre presentes em Estrasburgo

No passado chamadas de Pontes Cobertas de Estrasburgo, título prevalece até os dias atuais, quando já não há cobertura.
Falassem as pedras, e muito teriam a contar aquelas utilizadas nos idos de 1260, para a construção da fantástica Catedral Gótica de Estrasburgo - cidade alsaciana localizada às margens do Reno, na divisa com a Alemanha. Por exemplo, no ano de 1450, a pouca distancia da imponente catedral, Johannes Gutenberg criou o primeiro sistema de impressão com caracteres móveis – o prelo. É possível imaginá-lo saltitante, dirigindo-se a um winstub para comemorar.

Nos dias atuais, aqueles que “inventarem” visitar a bela Estrasburgo poderão vivenciar a experiência das tradicionais comemorações alsacianas, em especial, no bairro La Petite France, famoso ponto turístico com casas em estilo enxaimel, debruçadas sobre as águas dos inúmeros canais que atravessam este recanto singular.  Além dos winstubs, bons restaurantes e brasseries são encontrados no La Petite France.

Em Estrasburgo, os winstubs alsacianos - ancestrais de pousadas e bares de vinho datam do início da construção da Catedral Gótica, em 1262. Hoje, são restaurantes nos quais o acolhimento é a atmosfera que prevalece. Geralmente, o pé direito da construção é baixo – o que contribui para a sensação de intimidade. A decoração é rústica, composta por objetos que fazem parte do cotidiano alsaciano; as mesas de madeira, no geral, são cobertas por toalhas de tecido em xadrez vermelho; e os preços, razoáveis.

Um winstub alsaciano serve especialidades regionais desta porção da França que se destaca pela gastronomia. Alguns exemplos: sauerkraut (repolho fermentado, com diferentes complementos); baeckeoffe (mistura de carne bovina, de ovelha e de porco, marinada em vinho branco, levemente cozida juntamente com batatas e cebolas); bretzel (ou pretzel, tipo de pão em formato de nó, doce ou salgado); tarte flambée (fina massa coberta com bacon, creme de nata e cebola, cozida ao forno de lenha, semelhante à pizza). Outra iguaria servida nos winstubs é o kougelhopf, bolo que pode ser doce – com passas ao rum, para saborear na sobremesa; ou salgado – com bacon e nozes, para aperitivo.

Winstub alsaciano.

Falar em aperitivo faz lembrar que a Alsácia é considerada uma das regiões vinícolas francesas da maior excelência, principalmente na produção de vinhos brancos originados das variedades de uvas Riesling, Sylvaner e Gewürztraminer. Contudo, ali também são produzidos tintos famosos, como os originados da Pinot Noir, considerada a uva de mais difícil cultivo, fonte de origem dos vinhos tidos como os mais elegantes do mundo, e também do champanhe. Além do que a região alsaciana é responsável pela maior produção de cervejas francesas.

Como chegar – As companhias aéreas internacionais - Air France, KLM, Latam, Lufthansa, Swiss Air e outras operam voos a partir das cidades de São Paulo, Porto Alegre, Recife, Brasília e outras principais capitais brasileiras. Trata-se de voos com uma e até três conexões. Na média, a duração da viagem aérea desde o Brasil até Estrasburgo é de 25 horas, terminando no Aeroporto Internacional da cidade, distante 10 km do centro urbano.

Outra forma é voar até Paris (a duração do voo é de 11 horas, na média), e a partir da Gare de l’Este (conectada com o Aeroporto Charles de Gaulle) embarcar no Trem de Alta Velocidade (TGV). Nas saídas diretas, a duração da viagem por trem de alta velocidade até Estrasburgo é de 2h20min. Uma terceira opção é voar até Zurique, Suíça (duração média de 11h20min), a partir de onde inicia o pacote para um cruzeiro fluvial da navegadora Avalon Waterways pelo Rio Reno, com parada e passeio em Estrasburgo - incluída no preço do pacote, como os demais passeios (Lucerna, Breisach/Floresta Negra, Heidelberg, Mainz, Rüdesheim, Garganta do Reno, Koblenz, Colônia e, ao final, Amsterdã). Inclui ainda todas as refeições a bordo, vinhos e cervejas no almoço e jantar.

O pacote do cruzeiro fluvial da Avalon inicia com chegada a Zurique, traslado imediato para Lucerna e aqui, dois pernoites em hotel; traslado para a Basileia, aonde ocorre o embarque no navio – na verdade, um hotel flutuante que proporciona o conforto de viajar por cidades de vários países com a bagagem acomodada sempre na mesma suíte. A saída a 27 de julho é customizada, exclusiva para brasileiros, com atendimento totalmente em português (desde Zurique, a bordo do navio e durante os passeios em nove cidades ao longo do Reno). Para esta saída customizada da Avalon Waterways, a XQ Viagens Especiais tem um pacote a partir de USD 4.310 que inclui acompanhante brasileiro desde a saída do Brasil, bilhete aéreo, seguro de viagem e de cancelamento; e permite parcelamento. Roteiro: www.xq.tur.br
Fotos: Divulgação

Com edição de Roseli Cecilia

Contatos

São Paulo/SP
Rua Augusta, 467 Sala 105
Consolação - CEP: 01305-000

São Bernardo do Campo/SP
Avenida Dino Gabriel, 33
Nova Petrópolis - CEP: 09771-040
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2018 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS