Notícias

JÁ ESTÁ RODANDO O TREM DE ALTA VELOCIDADE EM ISRAEL 






Com olhar aberto para o turismo, pais passa a ser o primeiro na região do Oriente Médio 
com este meio  e precisa também aumentar a conectividade aérea. 
Mesmo com o pequeno tamanho de seu território de 20,7 km2, menor que o menor estado do Brasil, a Paraíba, o estado de  Israel conta com uma sólida rede de ferrovias e acaba de inaugurar o primeiro trem de alta velocidade entre as duas principais cidades, Tel Aviv e Jerusalém, as mais habitadas e principais atrativos turísticos,  portais de entrada do pais. 
A  viagem inaugural foi realizada entre Jerusalém e o aeroporto Bem Gurion que está na metade do caminho, com o tempo de 25 minutos. O primeiro ministro Benjamin Netanyahu e autoridades mais convidados prestigiaram o evento. O trecho complementar até Tel Aviv ainda está em obras para finalizar o percurso, o que deverá ocorrer até o inicio de 2019.
Em Jerusalém o trem tem como base a nova estação ferroviária de Yizhak Navon.  O projeto foi iniciado em 2001 e calcula-se que terá um custo final de US$ 1,8 bilhão.O trem de AV terá velocidade entre 120 e 130kms por hora atravessando parte do território palestino ocupado, na Cisjordania.
Os trens israelenses são operados pela estatal Israel Railways. Alguns dos seus trilhos datam de 1892. Existem planos de conectar a ferrovia israelense às linhas da Jordânia.. Em duas décadas, o número de passageiros transportados por ano cresceu de 2,5 milhões (1990) para 36 milhões (2010).
NO AÉREO
Como o turismo mostra um desenvolvimento extraordinário em Israel, com chineses e europeus em larga escala, o setor aéreo também se mostra em pleno desenvolvimento, incluindo a infraestrutura aeroportuária.
As obras para o novo aeroporto de Eilat estão em fase final e serão completadas em maio do ano que vem ativando a alta temporada que terá uma grande porta de entrada para empresas low cost que vão desembarcar em Jerusalem, funcionando também como chegada para os países próximos do Mar Vermelho, entre eles Egito e Jordania.
A Ryanair, Easyjet e a própria empresa israelense Arkia, serão as que prometem incentivar voos com base no novo aeroporto.  A Air Europa  confirma para 30 de outubro a inauguração de um voo semanal entre Madri e Eilat, que passará a ser seu segundo destino em Israel já que tem ligação com Tel Aviv. 
Em Israel, a indústria de lazer e receptivo de férias trabalha com o desenvolvimento de resorts, com abertura de empreendimentos em 6 mil novos leitos. O turismo na região de Eilat deverá ter mais de 70% de aumento e o transporte aéreo é um entrave.
Como o Ben Gurion tem capacidade limitada, mesmo com ampliação de sua atividade e tráfego crescente, a solução pensada também avança em tecnologias outras para conseguir mais espaço. Como aconteceu com aeroportos como em Hong Kong e Osaka, a solução pode vir em uma ilha artificial no Mediterrâneo, projeto orçado em US$ 10 milhoes, com obras entre dez e quinze anos. 
A construção de uma ilha artificial para abrigar um aeroporto é um desafio de engenharia sem precedentes. O governo israelense já aprovou anteriormente a construção de ilhas artificiais mas nunca levou a cabo a idéia.
O Brasil e o Chile passarão a ter voo direto para Israel a partir do inicio de dezembro na rota entre Santiago, São Paulo e Tel Aviv, inicialmente com três voos semanais. 

Edição Antonio Euryco

PARCEIROS

Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 330 - SALA BRAZIL
Centro - CEP: 01303-030
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2020 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS