Notícias

COM MUITO CALOR, EXPO 2018 COMEÇOU DENTRO DO TOM PREVISTO

Foto: Ministério do Turismo
Discursos no tom de sempre, estandes com intensa movimentação, 
o primeiro dia da feira promovida pela ABAV e BRAZTOA no Anhembi
Quem participa de feiras e já teve a oportunidade de frequentar o Centro de Convenções do Anhembi sabe que um problema constante do local, apesar de tantos anos e promessas, é a questão do ar ambiente.  Nesta quarta, com o intenso calor que fez pela manhã e boa parte da tarde na capital paulista, foi um dos temas mais comentados (e criticados) dentro do primeiro dia da feira.
A 46ª?ABAV Expo Internacional de Turismo e 50º Encontro Comercial? Braztoa, tradicional evento do setor de viagens e turismo do Brasil, espera  receber mais de 20 mil pessoas até sexta,  dia 28 de setembro. Tomara que baixe a temperatura pois neste dia inicial foi realmente complicado porque o sistema de refrigeração do centro de convenções continua deixando muito a desejar.
Na coletiva, juntamente com a presidente da BRAZTOA e demais entidades apoiadoras diretas - como a ABRACORP e CLIA-ABREMAR, o presidente da ABAV Nacional reconheceu o problema, diz ter sentido como todos os demais que estiveram no Anhembi (a temperatura na capital esteve na casa dos 33 graus, com sensação térmica ainda maior dentro do abafado centro de convenções), mas procurou justificar a realização do evento no local.
"Estávamos com um crédito de R$ 1,2 milhão junto à empresa controladora do Anhembi. E sem perspectivas de receber a não ser com a utilização do espaço. Ora, dentro da situação, não tinha como deixar continuar rolando esta divida. Ano que vem garanto que a feira volta para o Center Norte - onde esteve nos dois ultimos anos - tanto que já faremos a apresentação da planta e primeiras providencias da Expo 2019", acentuou Geraldo Rocha.
A solenidade de abertura reuniu autoridades, ministros, empresários, parlamentares, lideranças do setor, secretários estaduais do turismo, representações internacionais de embaixadas e consulados, entidades parceiras, e o tom no auditório Elis Regina foi o habitual. Na ocasião, o presidente da ABAV, Geraldo Rocha, afirmou que o mercado do turismo é o que mais rápido para gerar movimento de  recuperação economica. “Conectar os principais players do segmento é impulsionar o setor para movimentar a economia do país”, destacou.
Magda Nassar, vice-presidente da associação dos agentes e presidente da Braztoa, apresentou números do setor.  Diretamente relacionados as operadoras de turismo  que movimentaram R$ 12.2 bilhões de faturamento, com o turismo impactando mais de 570 setores da economia.



Foto: Abav
Durante a conversa da tarde com a imprensa, Geraldo e Magda assinalaram os vários aspectos positivos do primeiro dia e as perspectivas para a feira. Um dos pontos mais destacado foi a programação da Vila do Saber, com suas várias arenas e dez mil inscritos para as palestras. 
No espaço da BRAZTOA, centro da feira, são 38 expositores nos 1.600 mts.  No local, na sexta a entidade anunciara os finalistas  de mais uma edição do Prêmio Sustentabilidade, neste ano com recorde de inscritos participantes, 155. 
Os dois dirigentes, juntamente com Carlos Prado, da ABRACORP e Marco Ferraz, da CLIA-Abremar, manifestaram preocupações e expectativas em relação ao futuro. O que vai acontecer em 2019 ? Esta é também a nossa grande expectativa", disse Rocha, prometendo continuar a defender o Turismo com ações politicas junto ao governo, entre elas lutar que não volte o imposto de operações de 25% que tantos males fez ao setor quando foi colocado no ano passado e que forçou um intenso trabalho para a sua redução.
Logo que houver a definição dos escolhidos pelo povo para o segundo turno das eleições, os dirigentes do turismo brasileiro prometem retomar o encaminhamento do documento já elaborado e entregue aos presidenciáveis, incluindo um amplo relatório que este é em elaboração por parte do Ministério do Turismo sobre a situação geral do Brasil.

Foto: Abav
Teté Bezerra, presidente da Embratur, discorreu sobre as iniciativas que estão sendo desenvolvidas e que possibilitaram um aumento de 47% na facilitação dos documentos no programa dos vistos eletrônicos. Ela enfatizou também as rodadas de negócios que acontecem durante a ABAV EXPO, onde países como Argentina, Chile, México, Rússia e outros têm a oportunidade de troca de experiências, contatos e  a realização de negócios.
O Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, trouxe uma análise sobre o potencial do setor diante às oportunidades. “Uma ficha que ainda não caiu para os brasileiros”, ressaltou. “Quando olho para o potencial turístico que nós temos e a economia criativa que geramos, fico dividido entre a tristeza, do tamanho desperdício, e a alegria, visualizando o tamanho potencial que ainda pode ser explorado. Eis  o grande desafio. O turismo conectado gera renda, emprego e centenas de oportunidades”.
De acordo com o Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, é preciso desonerar setores. "Temos que pensar  no Brasil como um todo para movimentar investimentos”. E ainda destacou que, em 2017, um em cada cinco empregos gerados no pais se foram pelo aquecimento do turismo.
As principais autoridades do turismo não comentaram sobre um assunto que é evidente. A transformação da Embratur em agência não ocorrerá mesmo neste ano e final do atual governo. Vai ficar para o próximo, com um grande sinal de interrogação sobre o futuro da politica promocional do turismo brasileiro no exterior.  
No tradicional passeio pela exposição após o corte da fita, o rol de cumprimentos e parabéns. Em toda a extensão, os estandes com marcas, produtos, destinos, e muito a ver.

Foto: Ministério do Turismo
MAIS DIGITAL
Uma das características do evento neste ano é o avanço tecnológico.A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) apresenta, nos três dias de evento, os novos produtos digitais do Instituto, voltados para o trade e também para os turistas internacionais.  
No caso da EXPO, o segmento de agências e operadoras de turismo merece atenção, já que responde pela movimentação de 80% das vendas do nosso mercado. “Os pleitos da ABAV e Braztoa merecem toda a atenção das lideranças institucionais do setor. As empresas vivem o desafio diário de buscar colocação no competitivo mercado do turismo e conviver com as mudanças na atividade causadas pela tecnologia. É importante que a ABAV Expo 2018 simbolize a união das lideranças do turismo nacional para continuarmos a luta para colocar o tema do turismo na ordem do dia do País”, afirmou Tetê Bezerra, que dirige atualmente o instituto.
 Para o presidente da ABAV Nacional, Geraldo Rocha, que comanda sua primeira EXPO, a feira está cada vez mais digital e com foco no fechamento de negócios. “O evento deste ano estreita laços de relacionamento e oportunidades de negócios para a cadeia produtiva. Trata-se de uma grande vitrine do Brasil como destino e o nosso desafio e reunir o ecossistema do turismo, com os principais players do mercado, para mostrar a relevância do turismo no impulso e desenvolvimento da economia”, destacou.
 A feira deste ano está 100% conectada. “Grandes áreas do evento com transmissão ao vivo de atividades em diversos canais, como os da Braztoa e do Ministério do Turismo. A ideia é atingir o máximo de pessoas com a transmissão de palestras, painéis interativos e capacitações, além de uma visão geral do evento. 

Edição de Antonio Euryco.
PARCEIROS

Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 330 - SALA BRAZIL
Centro - CEP: 01303-030
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2019 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS