Notícias

ANAC CONFIRMA PRIMEIRO VOO LOW COST DA SKY AIRLINE PARA DIA 5 DE NOVEMBRO

Empresa chilena vai iniciar a operação de voos com baixo custo estreando voo entre 
Rio e Santiago. Bilhete ida e volta a RS$ 864

Mesmo sem ser a primeira a pedir e ganhar autorização para voos de baixo custo dentro do mercado aéreo brasileiro, a chilena Sky Airlines será quem vai estrear as operações deste modelo. Autorizada efetivamente pela ANAC – Agencia Nacional de Aviação Civil – depois de ter feito o pedido em agosto, fará o inaugural nesta operação com um voo regular entre os aeroportos O Higgins e Galeão, na rota Santiago – Rio de Janeiro, dia 5 de novembro.

A venda dos bilhetes, já com taxas inclusas, tem oferta promocional de RS$ 864 reais ida e volta.
Na realidade,é o retorno da companhia ao Brasil, pois realizou operações em voos fretados entre 2013 e 2016. 


A Sky, segunda maior companhia aérea do Chile, foi fundada em 2002, transporta cerca de 26% dos passageiros no setor doméstico. Em 2015 decidiu ser a primeira low cost no Cone Sul,  

Além do voo regular Santiago-Galeão-Santiago, mais cinco frequências semanais estão programadas até o primeiro trimestre do ano que vem, utilizando os terminais do GRU Airport, em Guarulhos (SP) e o Hercilio Luz (em Florianópolis, SC), com voos para a temporada de verão.  Serão utilizadas aeronave com capacidade para 186 passageiros.

Além do voo regular Santiago-Galeão-Santiago, mais cinco frequências semanais estão programadas até o primeiro trimestre do ano que vem, utilizando os terminais do GRU Airport, em Guarulhos (SP) e o Hercilio Luz (em Florianópolis, SC), com voos para a temporada de verão.  Serão utilizadas aeronaves A320 com capacidade para 186 passageiros.

A publicação foi feita na  sexta-feira (26), no Diário Oficial da União. A autorização operacional é a última das três etapas que uma empresa estrangeira necessita para operar voo regulares no Brasil. Além da Sky, a europeia Norwegian e as argentinas Avian (subsidiária da Avianca) e Flybondi são três  outras companhias em tratativas com a ANAC para voos de longo curso como low-cost.  

Para o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, a mudança é mais do que a abertura para novos negócios, traz uma nova perspectiva de crescimento para o Brasil. " Quase 75% da população quer mais opções de empresas aéreas no País, portanto essa medida é de total interesse dos viajantes e turistas”. Em sua avaliação, “ganham os consumidores, os destinos, a indústria de viagens e o Brasil.” 

Edição > Antonio Euryco

PARCEIROS

Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 330 - SALA BRAZIL
Centro - CEP: 01303-030
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2020 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS