Notícias

PRIMEIRO VOO DA SKY POUSOU NO RIO PROCEDENTE DE SANTIAGO

Low cost inaugurou programação de Verão que também terá 
voos da capital chilena para São Paulo e Floripa
 
A SKY Airlines começou a voar  nesta segunda, (05/11) para o Brasil. O primeiro voo aterrissou às 11h35 no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, com 184 passageiros à bordo. Amanhã, têm início os voos para Florianópolis (FLN-SC) e, em dezembro, entram em operação as rotas para São Paulo (GRU-SP).  O Brasil é parte da expansão internacional da empresa,  com sede no Chile, que começou pelo Peru, incluiu a Argentina, e agora  apresenta-s prá faler no Brasil. 
A companhia aérea tem tido um crescimento rápido nos últimos três anos, desde sua conversão ao modelo low cost (baixo custo), e a implantação do novo modelo  possibilitou os planos de expansão internacional. 


“Para nós é um grande passo. Mais um no sentido de internacionalizar a SKY, o que estamos fazendo gradativamente. Elegemos o Brasil por sua força econômica, entre as maiores economias, e seu enorme público consumidor, em especial para o segmento de viagem”, disse o CEO da SKY, Holger Paulmann, que desembarcou na manhã de hoje neste primeiro voo.
A companhia aérea eleita a melhor low cost da América Latina vai operar seis voos semanais para o Rio de Janeiro (todos os dias menos às terças-feiras), a partir de Santiago. Para Florianópolis, serão quatro voos semanais (às terças, quintas, sábados e domingos), saindo de Santiago. E para São Paulo, os voos começam em dezembro, e serão cinco por semana, aos domingos, segundas, terças, quartas e quintas-feiras. 
“A chegada da SKY ao Brasil trará um importante benefício aos brasileiros, porque os preços das passagens aéreas podem cair cerca de 30%. Desta matéria, vamos seguir com o nosso objetivo de democratizar os céus e poder incentivar cada vez mais as pessoas a voar, fazendo com que o transporte aéreo seja um espaço de inclusão em toda América do Sul”,  acrescentou Paulmann.
As rotas para o Brasil tem operação com a nova frota de aeronaves A320neo, a mais nova e mais moderna da América do Sul. São aviões mais eficientes em termos de consumo de combustível e com menor impacto no meio ambiente. 

ENQUANTO ISSO...

Repercute intensamente no Chile o acordo comercial estabelecido entre a Latam, American Airlines e IAG (Iberia e British), aprovado pelo Tribunal de Livre Competência e que encontra forte resistência por parte das empresas de turismo chilenas. 
A Asociación Chilena de Empresas de Turismo (Achet) criticou os termos do acordo e “lamenta a decisão do TDLC considerando que o acordo será prejudicial para o ingresso de turistas no pais”. A aliança estabelecida permitirá que as companhias controlem 78% do mercado nas rotas a partir do Chile para a América do Norte e Canadá e 64% com o mercado europeu, com a criação de um cartel segundo documento apresentado pela associação dos operadores e agentes. 
“Está sendo autorizado o maior cartel que existiu até agora na indústria aérea do pais com sérios prejuízos para os consumidores e o próprio turismodo pais. As três empresas ficam com o controle de fixar em conjunto os preços das passagens para mais de 420 destinos, assim como também as demais politicas comerciais”, como assegura Lorena Arriagada, Secretaria general de Achet
Até agora o acordo assinalado pela Latam e demais signatárias receberam aprovação pelos órgãos reguladores de Brasil (cade), Colombia (Aerocivil) e Uruguay (Dinacia), mas a principal contestação surgiu no Chile.

Edição > Antonio Euryco


PARCEIROS

Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 330 - SALA BRAZIL
Centro - CEP: 01303-030
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2020 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS