Notícias

CRUZEIROS,TEMA COMPLETOU CALENDÁRIO DE EVENTOS DA BRAZTOA

temporada brasileira vai começar na próxima semana 
as projeções são otimistas

Como em todos os mares, no Brasil os cruzeiros estão no mapa dos viajantes ocupando mais pontos entre destinos, portos e navegação com oferta crescente. A temporada promete algo mais. Este foi o panorama observado no "Desvenda Cruzeiros" que possibilitou uma série de exposições, experiências, e novidades, tanto para o Brasil como para o exterior. 


Com auditorio do Unibes  lotado (mais de 700 inscritos) entre agentes de viagens, profissionais do setor  e turistas interessados no tema, o Braztoa Desvenda: Cruzeiros, discutiu a indústria de cruzeiros, bem como  novidades para a temporada 2018/19.  

Foram dois paineis, no “Mar Aberto” as preferências e peculiaridades do público brasileiro, e como empresas e destinos trabalham para receber estes turistas. Entre os convidados  Adrian Ursilli, MSC Cruzeiros, Alex Calabria, Costa Cruzeiros, Pablo Zabala, Discover Cruises, Ricardo Fazzini, Secretário de Turismo de Ilhabela, e Felipe Montanari, Ator (SOS Mulheres Ao Mar), mediados por Magda Nassar, presidente da Braztoa.
Ela salientou as experiências que os cruzeiros proporcionam e que  agradam e fidelizam os viajantes. “Segundo um levantamento da CLIA Brasil, 90% das pessoas que viajaram de navio na última temporada afirmam que pretendem repetir esse tipo de viagem”.
“O segredo do sucesso é adaptar o produto oferecido ao público. O navio tem a função de levar a pessoa para conhecer o mundo, mas sempre fazendo ela se sentir em casa. Isso vale para a gastronomia a bordo, entretenimento, instalações e outros”, disse Adrian Ursilli, da MSC Cruzeiros. Ele adiantou que a armadora terá 7 navios no Caribe durante a próxima temporada.
Os painelistas foram unanimes quando o assunto foi a relação custo x benefício oferecida pelos navios, que permitem visitar  diferentes destinos  no mesmo roteiro e garantir, em um único pacote, transporte, hospedagem, alimentação, entretenimento, festas, academias e spas.
Os cruzeiros temáticos e os minicruzeiros também entraram em pauta. “São alternativas que agradam  de forma diversificada, além de trazerem possibilidades de as pessoas navegarem pela primeira vez”, disse Alex Calabria, da Costa Cruzeiros. A democratização do acesso às viagens em alto-mar também foi comentada. “É melhor ver uma vez do que ouvir falar mil vezes. A viagem de navio cumpre essa função”,  acentuou Pablo Zabala, Discover Cruises.


“Buscando Outros Decks”,  foi o segundo painel, menor em sua duração mas de maior impacto nos numeros e detalhes. Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil,  mostrou> “Na temporada 2017/2018, 418 mil pessoas fizeram um cruzeiro e, com isso, foram injetados na economia mais de R$ 1,792 bilhão, resultado 11,5% superior ao do período 2016/2017. Tivemos um leve crescimento, mas sabemos que o Brasil tem potencial para muito mais e estamos trabalhando para isso, buscando abrir novos destinos e melhorar a infraestrutura existente. Este é o nosso grande desafio, pois só temos 0,5% do mercado”.
Os cruzeiros estão no palco do mercado mundial de viagens, com a tendência das companhias em navios maiores - entre 3 a 6 mil passageiros.  Serão amais 264 mil leitos até 2027, em 113 embarcações que estão em construção. Atualmente, 476 navios navegam em cruzeiros pelos oceanos e rios.É uma industria cada vez mais sustentável.

Joan Romero Simó, representante no Brasil do Turismo da Catalunha,  e que participou como apoiador do evento, mostrou como o aproveitamento do turismo náutico modificou a industria do turismo em Barcelona, um dos maiores destinos da Europa e com um porto que tem caracteristicas eficientes com a participação conjunta entre iniciativas conjugadas.
Um bom exemplo está na logistica de aduana e convergência entre o aeroporto El Pratt e o moderno porto. Barcelona tem hoje 10% do share de passageiros do segmento, tanto que 1 de cada 4 dos turistas que chegam à capital da Catalunha realizam este aporte como cruzeiristas.  

Outra tendência apresentada no painel foi o aumento da procura pelos cruzeiros fluviais, que são menores e proporcionam um atendimento exclusivo, os maiores barcos são para até 200 passageiros, é uma condição mais intimista. "Nosso barco é a sua casa", resumiu Ricardo Velle. Oferecem experiências culturais e gastronômicas diferenciadas. Por atracarem próximos a cidades e vilarejos, aumentam também a perspectiva de visitas locais. 
A Velle Representações anuncia para maio do proximo ano o seu maior banco que vai navegar o ano todo pelo Danubio. É o Ama Magna, produto diferenciado que foi mostrado em seu video de apresentação.
Sobre experiências,  para os cruzeiristas que desejam novos diferenciais, e as  estiveram Marcia Galvão, Norwegian Cruise Lines, Diane Santana, R11 Travel, Miguel Andrade, Transmundi, Ricardo Alves, Velle Representações, Joan Romero Simó, Turismo da Catalunha, e Magda Nassar, da Trade Tours.


Além desses painéis, durante todo o evento, os participantes tiveram acesso à experiências promovidas nos navios, como foods & drinks, cassinos e massagens. Entre os expositores estavam: Assist Card, Catalunha, Costa Cruzeiros, Discover Cruises, Ilhabela, MSC Cruzeiros, Norwegian Cruise Lines, R11 Travel, Transmundi e Velle Representações.

Para completar o ano, a Braztoa fará sua próxima assembleia geral de associados no dia 22 deste mes, com a divulgação dos resultados das atividades de 2018 e assuntos gerais internos, mais a votação de tres novos que querem se filiar como associados. A associação conta hoje com 69 operadoras e cerca de 90 integrantes. 

Fotos / Divulgação

Edição > Antonio Euryco



Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 330 - SALA BRAZIL
Centro - CEP: 01303-030
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2018 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS