Notícias

AJÍ COCINA BAR FUNDE AS CULINÁRIAS PERUANA E BRASILEIRA 

Lomo Bachiche
Além das criativas receitas desenvolvidas pelo chef peruano Julio Morillo Mora, a casa aposta também em drinques à base de pisco

Ají é o nome das pimentas típicas do Peru, que não são tão ardidas como os chilis mexicanos, mas são extremamente aromáticas e brilham nas receitas da culinária peruana em diferentes versões, como ají amarillo (delicadamente adocicado), ají colorado (famoso por sua alta picância), ají panca (com um toque defumado) e ají mirasol (de perfume intenso), entre outras.

Ají é também o nome dos dois restaurantes comandados pelos empresários Lucas Alencar e Eduardo Silva. O primeiro da "rede" é o Ají Inspiração Peruana, uma cevicheria que incorpora alguns conceitos da lanchonetes de fast food e que, desde janeiro de 2017, vem se consolidando como ponto de encontro para quem aprecia peixes e frutos do mar marinados em leche de tigre e vendidos a preços acessíveis.

O novo empreendimento de Lucas e Eduardo é o Ají Cocina Bar, que acaba de ser inaugurado a três quarteirões de seu xará, também no bairro de Pinheiros, mas com uma proposta inteiramente diferente: aqui os carros-chefes são os petiscos para compartilhar, os pratos quentes com pegada fusion, elaborados a partir de receitas peruanas, mas com ingredientes brasileiros e de outros países, as sobremesas criativas e os drinques caprichados. "A gastronomia peruana já é bem conhecida entre os paulistanos, mas a nossa ideia aqui neste novo empreendimento é introduzir novos pratos, gerar combinações inusitadas de ingredientes e oferecer aos nossos clientes uma experiência ainda melhor", afirma Lucas.

Aji Tonica
Quem comanda os trabalhos na cozinha é o chef limenho Julio Morillo Mora, que desenvolveu um cardápio com diversas opções perfeitas para quem quer só beliscar. Entre elas, o chef Julio sugere o Tiradito de Salmão & Melancia (com tiras de peixe temperadas com ají amarillo, pimenta dedo-de-moça, gengibre, cebola roxa, sucos de limão e de laranja, acompanhadas por vinagrete de melancia e paltamole - molho de abacate parecido com um guacamole), as Causas Tricolores (bolinhos de batata cobertos com camarão e molho de ají amarillo, com tartare de atum e beterraba ou com polvo e espinafre), os Taquenõs Mineiros (roll recheado de queijo Minas e da Serra da Canastra e molho de tamarindo), as Saltenhas de carne ou de queijo.

Entre os pratos principais, são várias as opções que celebram esse encontro entre as culinárias do Peru e do Brasil. Não deixe de provar o Pulpo Severino (espetinhos de tentáculos de polvo com mandioca frita, pirão de camarão e um toque de azeite de dendê), a Truta Peabiru (grelhada e servida com vinagrete de manga e quinotto de banana da terra) ou o Chaufa Tierra & Mar, feito à base de arroz frito com cubos de filé mignon, frango, camarões, lulas e temperos chineses.

Para o vegetarianos, há opções como o Chaufa Veggie, de arroz frito com temperos orientais e cubos de tofu e o Ceviche Vegano (Batata doce, champignon paris fresco, palmito, coentro e o leche de tigre feito com limão, laranja e leite de coco).

Sentiu falta dos ceviches? Pois saiba que o cardápio oferece várias esse clássico da culinária peruana em várias versões, inclusive algumas quentes - ideais para as noites mais frias desse outono-inverno paulistano. Vale muito a pena experimentar o Huancaíno (com cubinhos de saintpeter levemente cozidos na palha de milho com cebola roxa, coentro, limão, sal, pimenta dedo-de-moça, milho verde e molho à base de ajíamarillo, alho e queijo)ou ainda os Anticuchos de Ceviche - espetinhos de peixe marinado e empanado, acompanhados de quinoa vermelha, cebola roxa, alho, pimenta dedo-de-moça, limão, coentro, mandioca frita e salsa criolla.

Truta Peabiru
De sobremesa, o menu como destaques o Queso Dulce (doce de quinoa com calda de maracujá), o surpreendente Dulce Pareja (pão de queijo de chocolate com sorvete de frutas vermelhas e farofa de quinoa crocante) e o Quadrado de Queso (waffle de queijo da Serra da Canastra com doce de leite e sorvete de baunilha).

De terça a sexta, a casa serve no almoço um almoço executivo a R$ 39,90 com duas opções de entrada, três de prato principal e duas sobremesas. O cardápio muda a cada quinze dias.

No bar, a carta de drinques é assinada pelo mixologista Novaes Cotta e privilegia os coquetéis à base de pisco Vargas. Enxuto, o cardápio tem sete opções autorais elaboradas com este precioso destilado peruano e mais três com Gin, além de clássicos tais como, - Negroni, Mojito, Blood Mary, MoscowMule, AperolSpritz e, claro, Pisco Sour! No balcão, o atendimento é feito por Novaes Cotta, que já trabalhou no Boa Praça e no Lilú.

Os drinques são servidos todas as noites e de sexta, sábado e domingo, a partir do horário do almoço.

Instalado em um sobrado no quarteirão mais hipster de São Paulo, o Ají Cocina Bar é um lugar para quem quiser explorar e conhecer outras possibilidades da rica gastronomia peruana, para além dos ceviches. Aprenda mais sobre os ajís e torne-se um ajiano, um membro da nossa confraria!

Machu Picchu
Sobre os sócios
Nascido em Minas Gerais, Lucas Alencar já acumula mais de 20 anos de experiência nas áreas de Eventos e Moda. Foi dono da marca de roupas masculinas Drow e trabalhou para grifes como Cavalera, Handbook e Lacoste. Recentemente, descobriu a gastronomia peruana e, numa visita a Machu Picchu, teve uma epifania e foi orientado por um xamã a investir nessa sua nova paixão. Assim nasceram os restaurantes Ají Inspiração Peruana e Ají Cocina Bar.

Já Eduardo Silva é publicitário de formação, mas há décadas atua como profissional do mercado de telecomunicações. Também se apaixonou pela cultura e pela gastronomia peruana e estava junto com Lucas naquela louca viagem a Machu Picchu, regada a ayahuasca.

Sobre o chef Julio Morillo Mora
No Brasil há 16 anos, este chef peruano formou-se em Gastronomia em uma das primeiras turmas da unidade limenha da renomada escola francesa CordonBleu.

Em São Paulo, atuou como professor no Atelier Gourmand, trabalhou em buffets como o Arroz de Festa e o ViKo Gastronomia (do banqueteiro VikoTangoda) e passou pela cozinha de bares como o Exquisito! e o Pé de Manga e de restaurantes como o Brooklyn, o NikNik e o Si Señor. Mais recentemente, tem prestado consultoria para restaurantes e hotéis, além de dar aulas na Accademia Gastronomica. Julio é, sem dúvida, um grande divulgador da culinária peruana no Brasil.

Serviço:
AJÍ COCINA BAR
Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 177, Pinheiros
São Paulo, SP
Fone: (11) 4323-8947
Cc: todos
Cd: todos
Tickets: todos
Ar condicionado: sim
WiFi: sim
Acesso a deficientes: sim
Pet Friendly: sim
Capacidade: 60 lugares
Insta e Facebook: @ajicocinabar
Hashtag:#cozinhaperuana
Horário de funcionamento:
Terça à quinta-feira, das 12h às 16h / 19h às 23h
Sexta, das 12h às 16h / 19h às 24h
Sábado, das 12h às 24h
Domingo, das 12h às 17h

Fotos: Divulgação
Com edição:  Roseli Cecília


PARCEIROS

Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 330 - SALA BRAZIL
Centro - CEP: 01303-030
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2019 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS