Notícias

Labirinto Feminino discute violência contra mulheres cis e trans
Com dramaturgia e direção de Gabriela Gama, espetáculo integra a programação do 31º Festival Mix Brasil e é apresentado dias 17 e 18 de novembro no Teatro Sérgio Cardoso

Fotos de Karen Malagoli

Com a missão de ensinar o público a identificar as diferentes fases do ciclo de violência contra mulheres cis e trans, o espetáculo Labirinto Feminino, escrito e dirigido por Gabriela Gama, estreia durante a programação do 31º Festival MIX Brasil.

Em uma montagem teatral presencial, Labirinto Feminino é apresentado no Teatro Sérgio Cardoso (na Sala Paschoal Carlos Magno), nos dias 17 e 18 de novembro, às 19hWallie Ruy, Gabriela Gama e Shirtes Filho fazem parte do elenco.

A peça Labirinto Feminino conta a história de duas mulheres, uma trans e outra cis, que estão prestes a casar com seus respectivos príncipes. Porém, o que aparenta ser uma relação amorosa e feliz esconde uma realidade bem diferente. Por meio de performances e monólogos intensos, a peça explora o ciclo da violência doméstica e como essas situações de abuso se apresentam de diversas formas.

*
A encenadora ainda conta que o espetáculo é uma resposta ao aumento absurdo de casos de feminicídio no Brasil. “Só no primeiro semestre de 2023, houve um aumento de 34% em São Paulo, assim como agressões, ameaças e medidas protetivas. São números de grande expressividade para serem ignorados. Por que querem nos matar? O que podemos fazer para mudar esse cenário? A peça foi pensada como forma de expor essa calamidade e de alerta, assim como uma tentativa de prevenção. Talvez, se conseguirmos reconhecer esses ciclos, seja uma das formas de libertar toda uma próxima geração dessa pandemia silenciosa”, explica. 

Ficha Técnica

Direção Geral: Gabriela Gama 

Assistente de direção: Júlio Oliveira 

Atores: Wallie Ruy, Gabriela Gama e Shirtes Filho 

Iluminação e operação: Diego Chimenes 

Sonoplastia e operação: Daniel Freire 

Direção de Câmera VR: Yuri Reuter 

Direção de Fotografia: Júlio Oliveira 

Operação de Câmera VR: Tuca Moraes e Igor Ventura 

Design VR: Jorge Groove 

Design Gráfico: Shirtes Filho 

Fotos: Karen Malagoli 

Produção Executiva: Gabriela Gama 

Executivo Comercial: Osvaldo Ortega 

Assessoria de imprensa: Pombo Correio 

Produção e Idealização: Faga’s Produções 

Serviço

Labirinto Feminino (peça)

31ª Edição Festival Mix Brasil – Dramáticas 

Apresentações: 17 e 18 de novembro, às 19h

Teatro Sérgio Cardoso (Sala Paschoal Carlos Magno) – Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista

Ingressos: Grátis 

Classificação: 16 anos

Duração: 75 minutos

Possui acessibilidade

Sinopse: Labirinto Feminino conta a história de duas mulheres (trans e cis) que estão prestes a casar com seus respectivos príncipes. Porém, o que aparenta ser uma relação amorosa e feliz esconde uma realidade bem diferente. Através de performances e monólogos intensos, a peça explora o ciclo da violência doméstica e como essas situações de abuso se apresentam de diversas formas, ao mesmo tempo em que discute a importância de combater os feminicídios e transfeminicídios que resultam na dizimação do empoderamento feminino. 

Edição Rose Cecilia

Data de publicação desta Matéria 17-11-2023
Regulamento das Notícias


PARCEIROS

Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 364 - SALA 904
Centro - CEP: 01050-000
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com
© Copyright 2023 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: APLICARI