Notícias

BRADESCO APRESENTA TEMPORADA 2019 DA ORQUESTRA BACHIANA FILARMÔNICA SESI-SP  NO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

Em seu 10º ano de atividades, a Bachiana Filarmônica SESI-SP, sob a regência do maestro João Carlos Martins e patrocínio do Bradesco, comunica programa do concerto que acontece em 21 de maio.
Em 21 de maio a Bachiana Filarmônica SESI-SP dá sequência à Temporada 2019 no Theatro Municipal, com o patrocínio do Bradesco. Em continuidade à sua missão de lançar, no Municipal, jovens diamantes da música clássica no Brasil,  a noite se inicia com o violista Elias Vieira , de 14 anos de idade, apresentando uma peça considerada um marco na transição do barroco para o clássico, o Concerto para Viola e cordas em Sol Maior, de Georg Philipp Telemann (1681-1767), sob a batuta de Heitor Fujinami.
Telemann e Bach foram contemporâneos – e grandes amigos. Ele foi padrinho de Carl Philipp Emanuel, o segundo dos vinte filhos de Bach. E foi, na época, muito mais famoso do que Bach em toda a Europa. Era um empreendedor (foi o primeiro a organizar concertos públicos com entradas pagas em cidades alemãs) e absorvia todos os estilos, do italiano ao francês, do polonês ao húngaro. No final da vida, contabilizou cerca de 6.000 obras, muito mais do que qualquer músico de seu tempo.
A modernidade não resgatou muitas obras de Telemann, mas este concerto para viola e cordas adquiriu, desde meados do século 20, o status de uma de suas obras mais famosas. Não só porque é um dos raros concertos para viola do século 18, mas porque exibe uma escrita muito interessante para o solista. Todos os movimentos obedecem à fórmula do ritornello. E os dois movimentos lentos mantêm um formidável estilo cantabile.
Com Martins na regência, a Sinfonia no. 1 em dó menor, op. 68, de Johannes Brahms (1833-1897) ) – aquela que é considerada, pela sua genialidade, como a 10ª sinfonia de Bethoven – encerra a segunda apresentação da Bachiana Filarmômica SESI-SP no Municipal.

Todos certamente já ouviram falar que Brahms demorou 14 anos para completar sua primeira sinfonia – que só deu por terminada aos 43 anos, em 1876. Coincidentemente, também foi naquele ano que decidiu deixar a barba crescer, passando do aspecto de compositor romântico para o de grande compositor de barbas brancas e longas. E também ouviu falar que ele demorou tanto para aventurar -se no domínio da sinfonia porque sentia a sombra gigantesca das nove sinfonias de Beethoven sob seus ombros.
Todas as frases acima são corretas, verdadeiras. A última delas sobretudo, porque no movimento final da sua primeira sinfonia – um encorpado Adagio più andante - Allegro non tropo ma con brio – ele tomou emprestado o tema muito conhecido do final da Nona de Beethoven. Chegou a ser apelidada de “décima sinfonia de Beethoven” pela imprensa na época da estreia.
Tudo isso, entretanto, não quer dizer que a obra seja típica de principiante. Ao contrário, Brahms constrói um imenso edifício musical que converge para a linda melodia do finale enunciada pelas cordas – perigosamente próxima do tema da Ode à Alegria, é verdade. Sem problemas.
Estamos diante de um tributo, uma homenagem de Brahms a Beethoven. Mas também de superação do clímax a que Beethoven levou o gênero. Como bem anotou o jornalista inglês Tom Service, “ele abandonou a tendência de colocar peso demais em seus allegros de abertura”, e em vez disso conduz os três movimentos iniciais com gradativos aumentos de tensões internas até se espraiarem no magnificente finale – o mais longo dos quatro movimentos da sinfonia.
Além da Temporada Oficial, a Bachiana Filarmônica SESI-SP realiza concertos informais, que serão verdadeiros saraus, e que têm por inspiração os concertos da Schola Cantorum da época de Johann Sebastian Bach, onde eram apresentados diversos artistas e conjuntos musicais. Sempre aos domingos, os próximos concertos do programa Bachiana Meio-dia acontecem nos dias 26 de maio, 23 de junho, 08 de setembro e 17 de novembro, como o nome diz, ao meio-dia.

Sobre o Bradesco Cultura
Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, além do Teatro Bradesco em São Paulo. Em 2019, estão previstas diversas atrações como o espetáculo OVO, do Cirque du Soleil, o Lollapalooza Brasil, os festivais de Parintins e Tiradentes, as festas juninas de São João do Caruaru e Campina Grande e o Natal do Bradesco, em Curitiba. Segue em cartaz O Fantasma da Ópera.

Sobre João Carlos Martins
João Carlos Martins ocupa um lugar ímpar no cenário musical brasileiro. Considerado um dos maiores interpretes de Bach do século XX pela crítica internacional, registrou sua obra completa para teclado. Abandonou definitivamente os palcos como pianista no ano de 2002 por problemas físicos. Como regente apresentou-se com sucesso em Londres, Paris e Bruxelas. Hoje, aos 78 anos, construiu uma sólida carreira com sua orquestra, apresentando-se várias vezes no Carnegie Hall e no Lincoln Center em Nova York. Teve a sua vida registrada por cineastas europeus por duas vezes - o franco-alemão Martin’s Passion e o belga Rêverie. No Brasil, a LC Barreto produziu o filme João, o Maestro, e Carlos Mamberti a peça Concerto para João, ainda em turnê pelo Brasil.
Sobre ser amado até pela vizinhança, enquanto outros deveriam ter vergonha de sair às ruas, eles representam o Brasil na saudação a esta figura única” (Ricardo Boechat).

Sobre Heitor Fujinami
Heitor Fujinami iniciou seus estudos musicais com piano aos 6 anos de idade, logo se destacando em concursos e recitais. Dois anos depois inicia estudos de violino com o professor Tosio Takeda. Posteriormente esteve sob a orientação do professor Ayrton Pinto. Integrou diversas orquestras: Sinfônica Juvenil do Estado de São Paulo, Orquestra Sinfônica de Santo André, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – OSESP e Orquestra de Câmara Villa Lobos. Atualmente é membro da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal de São Paulo e da Bachiana Filarmônica SESI-SP.

Sobre Elias Vieira
Elias Vieira nasceu em São Paulo em 9 de junho de 2005. Iniciou seus estudos de viola aos 8 anos no projeto musical da Igreja Adnipo, sob orientação de Rose Sousa do Nascimento. Em 2017 prosseguiu seus estudos musicais na EMESP Tom Jobim, passando a ter aulas de viola com Irina Matzen. Participou em master classes de viola com Jennifer Stumm. Em 2018 foi vencedor do IV Concurso de Jovens Solistas (categoria 1- alunos até 14 anos) da EMESP Tom Jobim. Tocou como solista com a Orquestra de Cordas da EMESP sob a direção do Maestro Geraldo Olivieri, no auditório do MASP. Devido a seu talento, disciplina nos estudos e amor pela música, recebeu em 2019 uma bolsa de estudos completa no Colégio Ouro Preto.

BACHIANA FILARMÔNICA SESI-SP

Temporada 2019

2º concerto – 21 de maio

Programa

Concerto para Viola e cordas em Sol Maior - TWV 51:G9

Georg Philipp Telemann (1681-1767)

Largo

Allegro

Andante

Presto

Solista -

Regente – Heitor Fujinami

Sinfonia no. 1 em dó menor, op. 68

Johannes Brahms (1833-1897)

Un poco sostenuto – Allegro

Andante sostenuto

Un poco allegretto e grazioso

Adagio più andante - Allegro non troppo ma

con brio

Regente – João Carlos Martins

SERVIÇO

BACHIANA FILARMÔNICA SESI-SP - TEMPORADA 2019

Data: 21/05 (terça-feira)

Local: Theatro Municipal de São Paulo

Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n- Centro/SP

Horário: 20h

Abertura dos portões: 19h

Duração aproximada: 60 minutos

Classificação Indicativa: Livre (sugerido para maiores de 7 anos)

Ingressos:

ANFITEATRO - R$ 35,00

BALCÃO NOBRE SET.1 - R$ 70,00

BALCÃO NOBRE SET.2 - R$ 70,00

BALCÃO SIMPLES SET. 2 - R$ 70,00

BALCÃO SIMPLES SET.3 - R$ 35,00

FOYER SET.1 - R$ 70,00

FOYER SET.2 - R$ 70,00

FOYER SET.3 - R$ 35,00

FRISAS SET.1 - R$ 70,00

FRISAS SET.2 - R$ 70,00

GALERIA - R$ 35,00

PLATÉIA - R$ 70,00

PELA INTERNET

Eventin:
https://www.eventim.com.br/ingressos.html?affiliate=BR1&doc=artistPages/tickets&fun=artist&action=tickets&erid=2216287&includeOnlybookable=false&xtmc=bachiana&xtnp=1&xtcr=1

BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Theatro Municipal de São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, s/nº - São Paulo, SP

Segunda a sexta-feira das 10h às 19h

Sábados e domingos das 10h às 17h

Nos espetáculos à noite, a bilheteria permanece aberta até o início do evento; em dias de espetáculos pela manhã, o espaço abre ao público duas horas antes do início da apresentação. Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Theatro Municipal de São Paulo.

PONTOS DE VENDA – SUJEITO A COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Loja Eventim - Brasília Shopping

SCN Quadra 5 Bloco A, 2º Subsolo - Brasília Shopping, Brasília

Segunda a Sábado das 10h às 22h

Domingos e Feriados das 13h às 19h

Venda e retirada de ingressos para os todos os eventos vendidos pela EVENTIM

Loja Eventim - Shopping 5ª Avenida

Rua Alagoas 1314, Loja 20C– Savassi, Belo Horizonte

Segunda a sexta-feira das 10h às 19h

Sábados das 10h às 16h

Venda e retirada de ingressos para os todos os eventos vendidos pela EVENTIM

Casa Natura Musical

Rua Artur de Azevedo 2134 – Pinheiros, São Paulo

Terça a Sábado das 12h às 20h

Segundas e Domingos, somente em dias de show

Venda e retirada de ingressos para os todos os eventos vendidos pela EVENTIM

Bilheteria Allianz Parque

Rua Palestra Italia, 214 - Perdizes – São Paulo/SP

Terça-feira a domingo das 10h às 18h

Obs.: Em dia de jogos e eventos, o horário de funcionamento está sujeito a alteração.

Venda e retirada de ingressos para os todos os eventos vendidos pela EVENTIM

Teatro J. Safra

Rua Josef Kryss, 318 – Barra Funda

Quartas e quintas das 14h às 21h

Sexta a domingo das 14h até o horário dos espetáculos

Venda e retirada de ingressos para os todos os eventos vendidos pela EVENTIM

Ficha Técnica Bachiana Filarmônica SESI-SP

Diretor Artístico e Regente Titular - João Carlos Martins

Regente Assistente – Heitor Fujinami

Regente Convidado e Residente – Marcelo Bratke

Primeiros Violinos

Renato Marins Yokota – Spalla

Cesar Miranda – Spalla

Flávio Geraldini

Sergei Eleazar de Carvalho

Igor Jahnke Sarudiansky

Heitor Hideo Fujinami

Matthew Thorpe

Daniel Augusto Moreira

Katia Spassova

Pedro Juliano Delarolle

Paulo Lucas Moura da Silva

Felipe Moreira Santarelli

Segundos Violinos

Ricardo Takahashi – Chefe de Naipe

Rodolfo Delgado Lota

Lev Veksler

Andréa de Araújo Campos

Cintia Nunes Camargo

Dorin Serban Tudoras

Alexandre Xavier da Cunha

Heloisa Oliveira da Silva

Jonathan S. Cardoso dos Santos

Andressa dos Santos Matheus

Anderson Lacerda

Violas

Francisco E. F. Pereira – Chefe de Naipe

André Ferreira Rodrigues

Wallas Pena

Irina Matzen

Marcos Fukuda

Denise Fukuda

Danielle lima de Andrade

Violoncelos

Ricardo M. Fukuda – Chefe de Naipe

Sergio Schreiber de Freitas

Fabrício Rodrigues

Alice Mayumi Ando Micheletti

Diego Francisco Araújo Mesquita

Thiago Cordeiro

Franklin Martins Chaves

Contrabaixos

Sergio de Oliveira – Chefe de Naipe

Ana Valéria Poles

Thiago Hessel de Paula

Rafael Rodrigues da Silva

Oboés

Peter Hemsley Apps – Chefe de Naipe

Gerson Quirino de Abreu

Paulo Roberto Pinto Jr.

Flautas

Danilo Crispim Ferreira – Chefe de Naipe

Ana Maria Gaigalas

Carlos Eduardo Gomes de Souza

Fagotes

Francisco A. A Formiga – Chefe de Naipe

Erick Yukio Ariga

Eliseu Silva Nascimento

Clarinetes

Leirson Corrêa Maciel – Chefe de Naipe

Felipe Marcelino dos Reis

Wilquias Barros dos Santos

Trompetes

Bruno Lourensetto - Chefe de Naipe

Israel dos Santos Salomé

Bruno Souza dos Santos

Trombones

Carlos A. T. de Freitas – Chefe de Naipe

Tiago Azevedo de Araújo

Trompas

José Costa Filho – Chefe de Naipe

Douglas Rodrigo Bruno da Costa

Luiz Carlos Garcia Junior

Rafael de Paula

Percussão

Daniel Dias de Lima – Chefe de Naipe

Natali Calandrin Martins

Inspetor de Orquestra

Hudson Gorzoni

FUNDAÇÃO BACHIANA CONSELHO CURADOR

Delchi Migotto Filho

Miguel Traversa Neto

Maria Cecilia De Almeida Parasmo

João Carlos Cordeiro Cavalcante

Luiz Antônio Queiroz de Aquino

Carla Civile

Edith Ranzini

CONSELHO CONSULTIVO

Francisco de Assis Alves

Laércio Laurelli

Renato Leme

Eduardo Paulino

Octavio Frioli Florisbal

Clementina Aviva Braunstein Haydu

Persio Brait Pisani

Reinaldo Aparecido Rozzatti

José Roberto Filippelli

Valter Richetti Raul Pinto

Paula Medeiros de Oliveira Pisani

CONSELHO FISCAL

Antonio César Corradi

José Roberto Gennari

Fabio Ceridono Fortes

DIRETORIA EXECUTIVA

Ricardo da Silva Haydu

Carmen Silvia Valio de Araujo Martins

Stefan Ken Borges Gan

Edição Roseli Cecilia

PARCEIROS

Contatos

São Paulo/SP
Rua Martins Fontes, 330 - SALA BRAZIL
Centro - CEP: 01303-030
+55 (11) 3260-8488
+55 (11) 99679-7756

contato@guiadoturismobrasil.com

Rede Social


R J Publicidade e Marketing Ltda
CNPJ: 18.780.295/0001-21

© Copyright 2019 - Guia do Turismo Brasil | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: DIGITATOS